Tag Archives: pintura rupestre

Araripe

Algumas palavras-chaves sobre a Chapada do Araripe…

Sertão nordestino, cultura, arte, caatinga, cerrado, Flona Araripe-Apodi, Fundação Casa Grande, movimento juvenil, educação não-formal, Nova Olinda, arqueologia, Homem Kariri, pintura rupestre, Padre Cícero, Juazeiro do Norte, romarias, religiosidade, Lira Nordestina, xilogravuras, Mestre Noza, Santana do Cariri, fósseis, Geoparque do Araripe, história natural, Crato, Pontal, Assaré, Patativa, Pontos de Cultura, Exu, Luiz Gonzaga, Barbalha, engenhos de rapadura, aves, mitos …

Santana do Cariri

Santana do Cariri

Região rica em relevo e história natural, única no mundo a ponto de ter o primeiro Geoparque brasileiro, ou seja, ser designada à proteção da geodiversidade: fósseis, relevo, rios, pinturas rupestres…

Pontal

Pontal

Região que tem, coincidentemente, a primeira Floresta Nacional (FLONA) do país, também uma área de proteção da biodiversidade, onde a caatinga, o cerrado e a mata-atlântica se encontram.

Em Nova Olinda / CE, uma das cidades do nosso roteiro, conhecemos a Fundação Casa Grande, exemplo de educação não-formal de jovens, centro irradiador de cultura e de desenvolvimento humano no sertão. A Fundação Casa Grande é uma referência em Turismo Comunitário, muito bem estruturada, permite que o visitante se aproxime intensamente da vida local, hospedando-se na casa das mães dos jovens que participam do projeto deixando de ser um mero espectador, participando do dia a dia destas pessoas que nos convidam a conhecer sua cultura, culinária, artesanato, cotidiano … e hospitalidade.

Fósseis do Araripe
Fósseis do Araripe – DNPM -Crato

Museu Homem do Cariri

Museu da Fundação Casa Grande

O Cerrado

O Sertão, centro-oeste: cerrado, escarpas de arenito, veredas, cavernas, pinturas rupestres, rios cristalinos, frutas únicas, pássaros, buritis, cristais de quartzo …  Sem dúvida nenhuma, compõem um dos cenários mais brasileiros de todos.

Apresento algumas fotos, e até um vídeo, que fiz durante minhas andanças por ‘cerrrados’ brasileiros.

Buritizal

Burutis de uma vereda, cenário de cerrado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Araras sobre o buritizal. Goiás.

Voo de araras em uma vereda no cerrado de Goiás.

 

Algumas informações sobre o Bioma Cerrado:

  • Ocupa 24% do território nacional, pouco mais de dois milhões de quilômetros quadrados; restam 61,2% desse total.
  • É a segunda maior formação vegetal brasileira depois da Amazônia, e a savana tropical mais rica do mundo em biodiversidade.
  • Concentra nada menos que um terço da biodiversidade nacional e 5% da flora e da fauna mundiais.

(extraído do site da Embrapa, 2009, http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/Agencia16/AG01/Abertura.html)

 

Arenito Urucuia

Escarpas de arenito em veredas de Góias

Há inumeras cavernas em cerrado, locais onde há ocorrência de rochas carbonáticas e feições cársticas, como o exemplo das Cavernas do Parque Estadual de Terra Ronca – PETER – Goiás.  Recomendo a visita ao local para pessoas que busquem um contato mais íntimo com a natureza.

Terra Ronca 2

Dolina colapsada cortando o conduto da caverna Terra Ronca 2.

Lindas cavernas que exigem um pouco mais de fôlego e algumas que necessitam cordas e outros equipamentos de segurança. Nem pensar em ir sozinho, contrate sempre um guia local.

Fornos de carvão

Fornos de barro utilizados para tranformar a vegetação nativa do cerrado em carvão vegetal.

Infelizmente nem tudo são rosas, há destruição no cerrado. Plantas frutíferas como a Cagaita, Mangaba, Puçá, Cajuzinho, medicinais como o Barbatimão, Jatobás e muitas outras, patrimônios naturais, são cortadas dentro e fora de áreas de proteção e  tranformadas em carvão e dar lugar à soja.